A seca tem comprometido a sua produção no campo? Veja como minimizar os impactos

Nenhum comentário
[vc_custom_heading text=”Compartilhe” font_container=”tag:h6|text_align:center” use_theme_fonts=”yes” css=”.vc_custom_1564597713120{margin-top: 3% !important;margin-bottom: 2px !important;}”]

Em qualquer cultura do mundo a água é um elemento básico pra a produção agrícola. Dessa forma, períodos de seca e estiagem se tornam um verdadeiro problema para produtores rurais. A triste realidade é que diversas regiões do Brasil sofrem com a falta desse recurso.

Um grande exemplo dos impactos causados pela seca aconteceu na Bahia em 2016. Neste ano o estado teve um alto índice de desemprego e a morte de mais de 30 mil cabeças de gado. Além disso, a falta de água causou a perda de mais de 50% da produção agrícola.

Por estarmos lidando com clima, não existem formas de acabar com esse fenômeno. Pensando nisso, trouxemos algumas maneiras de minimizar os impactos da seca. Nosso objetivo é que você agricultor tenha sucesso mesmo nesse triste cenário.

Culturas resistentes e adaptadas

No caso da não necessidade de plantios específicos, muitos produtores têm apostado no cultivo de plantas regionais. Estas são mais resistentes e se adaptam mais rápido aos períodos de estiagem e seca. Como exemplo dessas culturas, temos o caju, o umbu e a acerola.

A vantagem dessas plantas é que elas produzem normalmente nos períodos difíceis. Isso possibilita que você tenha um plantio alternativo durante os impactos da seca.


Armazenamento de água

Para que não exista problemas de abastecimento durante o ano, é necessário armazenar a água das chuvas de modo assertivo. Conheça os principais métodos para captar e armazenar os recursos hídricos disponibilizados em tempos chuvosos:

Poços Artesianos

Existem diversos tipos de poços artesianos, eles variam de acordo com o método de escavação, profundidade e material utilizado:

Poço cacimba ou poço amazonas:  esse tipo de poço é escavado manualmente e, devido à sua pouca profundidade, não exige licenciamento do governo;

Poço tubular profundo: com diâmetro entre 4 e 36 polegadas e profundidade podendo chegar aos 2 mil metros, esse tipo de poço artesiano é feito por meio de uma sonda perfuratriz e exige autorização governamental.

Cisterna calçadão

Como o próprio nome diz, é formada por um calçadão de cimento com geralmente uns 200m², de forma que a água da chuva cai sobre essa superfície e é levada para dentro de uma cisterna construída em um terreno mais baixo que o calçadão.

Cisterna enxurrada

Este método de armazenamento é muito semelhante ao método anterior. Basta construir uma cisterna enterrada no chão, apenas com a cobertura para fora em formato cônico. Quando chove o recurso é coletado pelo próprio terreno.

Para que seja possível utilizar a água, no processo de captação ela precisa passar por cerca de 2 ou 3 caixas pequenas. Nessas caixas acontece a decantação onde todas as impurezas são eliminadas.


Para este e outros serviços, conte com a CPA! Fique por dentro de todas as redes sociais e compartilhe este conteúdo com alguém que esteja passando por este problema. Se restarem dúvidas, entre em contato conosco!

Aprenda como tratar a água contaminada com ferrugem
informativo sobre outorga
Informativo sobre Outorga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu